sábado, 22 de março de 2008

Páscoa cinzenta


Este seria o momento ideal para afastar as preocupações diárias do trabalho e procurar novas energias. Insisti, tentei fotografar hastes oscilantes, procurei flores ainda não registadas, ignorei o cinzento da tarde e as nuvens carregadas, espreitei a eco-pista mas sem resultados positivos.



Quando apontava a objectiva para os corvos, a chuva obrigou-me a fechar rapidamente a janela. Valeu-me, alguns minutos antes, ter reparado num rebanho e no pequeno burro. Temi receber uma dentada mas o animal mostrou-se dócil e curioso.

4 comentários:

marialascas disse...

Gosto desta flor que conheço mas não sei o nome. Qual é,sabes?

Ezul disse...

É uma espécie de cardo, não tenho a certeza do seu nome. Irei tentar saber amanhã, perguntarei à minha tia ou farei uma pesquisa nos livros. Assim que tiver oportunidade, irei para o campo para continuar a fotogrfar todas estas flores e perguntarei a outras pessoas.

Ezul disse...

É o cardo-de-santa-maria ou cardo-mariano. Tem umas folhas largas e verdes, manchadas de branco.

chabela disse...

Me encantaron las flores, pero la del burrito es de tal dulzura que me movió a escribirle unas líneas para agradecerle su blog.

Soy amante de la naturaleza al máximo... y al igual que usted he puesto fotos en mi blog.

Afectuosamente. vivachabela