sábado, 10 de maio de 2008

Sabores genuínos


Estes não são os frutos normalizados, de pele dourada, polpa carnuda, sumarenta e sensaborona que invadem as nossas lojas. Pequenos e manchados, picados pelas abelhas e pelos pássaros, guardam um sabor genuíno, obtido nas hortas tratadas por hortelãos pacientes e dedicados, com métodos verdadeiramente biológicos. São o testemunho do orgulho que alguns camponeses sentem pelas suas pequenas fazendas onde, com um modo de vida ainda marcado pela autarcia, resistiram às modas e às imposições.
E, para além disto, não há nada que supere o prazer de ir até um destes lugares frondosos e andar a apanhar fruta saborosa.

Um comentário:

marialascas disse...

Na minha ida ao Alentejo não saciei apenas os olhos! Adoro nêsperas não normalizadas como estas. E tenho a sorte de ter algumas nespereiras plantadas por mim... Uma delícia, só para seres divinos como nós todos!