segunda-feira, 9 de março de 2009

A ecopista do Montado


Manhã enevoada e um percurso de sete/catorze quilómetros, nada demoveu mais de mil participantes de toda as idades. Primeiro foram os ciclistas; partiram depois os caminhantes, num aglomerado que se foi dispersando à medida que se somavam os quilómetros.





Do alto da ponte, percurso renovado, a visão do Almansor. Ao longo da pista, espreitavam-se montes, um arvoredo a renovar-se de verde e o Paço dos Alcaides bem emoldurado.





Primeira etapa: o Paião. Foi também o percurso mais frondoso e exuberante. A partir daí, muitos optaram por regressar a pé, outros preferiram o regresso de autocarro. Em frente, faltava cumprir os catorze quilómetros até à Torre da Gadanha.






Seguimos, as vozes a deixarem mais espaço aos sons do campo, registos de flores só aqui e além porque as estevas ainda aguardam para perfumarem as barreiras. Ficou a lembrança que guardei do percurso feito há alguns anos, quando as flores e os arbustos floridos eram ainda senhores do velho ramal.



Finalmente, a velha estação a testemunhar o fim da aventura.

3 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Oh, também queria ir!!! Nós por aqui vamos ter o Transarrábida um dia destes, todo um dia a cruzar a Serra da Arrábida... vamos ver se o tempo ajuda!!!

Carlos Machado Acabado disse...

Tenho o maior prazer em que volte!
Quanto ao cine-clube... veremos.
Eu gostava muito de colaborar com essa diligentíssima bibliotecária (e Amiga!) que é a Elvira mas francamente surpreendeu-me pela negativa a indiferença das pessoas.
Das instituições--das escolas, por exemplo.
É pena que não existam mais Rosálias: foi magnífico colaborar com essa activíssima Colega!
E, depois, pelo meio, houve ainda a saúde que me pregou também uma partidinha...
Talvez um dia...
Entretanto, venha visitar-me ao "Quisto" ou ao "Não-Alexandre"!
Ah! E gosto muito do blog!
Parabéns!
Voltarei seguramente muitas mais vezes!

Carlos

Chaparro disse...

Lindas fotos sim senhor bravo por esta obra...