quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Flores azuis!

Hei-de trazer para aqui as flores azuis, aquelas que se elevam dos muros a louvar o sol! Porque há flores que são eternas e que nos falam do que é risonho e bom!Hoje preciso de flores dessas!
Ao entardecer, os pardais agitavam-se nos ramos das palmeiras, nos revoltos caules da buganvília. Pergunto-me se o abrigo os protegerá do frio e se o bando afastará deles a solidão. Frágeis aves! Onde irão eles colher as suas flores azuis?

6 comentários:

perfume de laranjeira disse...

Suaves flores azuis, onde o céu e o mar se espelham e os pássaros mergulham o nosso olhar sedento de infinito...
e depois não queres que eu te chame Amante da Natureza??!!!....
Beijo
Ed.

Ezul disse...

O céu, o mar...
Ser algum devia sentir o frio: o da pobreza, do medo, da solidão, da doença, da tragédia...
As pequenas maravilhas que estão à nossa beira também nos ajudam a encontrar o Sol, o que brilha no coração das flores e das ondas, do infinito e maravilhoso mistério da Vida! SErá este o ensinamento das pequenas coisas, aquelas com que nos cruzamos e que nos ajudam a superar momentos menos bons.
:)

Manuel Luis disse...

Poucas flores são azuis. Não há rosas azuis naturais e acho que toda a gente gostaria de ter uma no seu jardim. E se eu tivesse uma seria rara como as pessoas boas. Tenho algumas raras no meu blogue e sempre que gostar, solicite que eu ofereço a foto.
Uma flor para si que merece.
Um pedaço de sol que merece.

Beijo

Sofá Amarelo disse...

Eles colhem as flores azuis com as suas asas onde se abriga o Sol... que dá vida e cor às flores azuis!

Carlos Machado Acabado disse...

EStasc flores evocam-me, a mim, pessoalmente, momentos verdasdeiramente ´´´unicos. Pela cor pela forma [s~~ao verdadeiras cornuc´´opias sugerindo conte´´udos maravilhosos prontos para serem generosanmente oferecidos]

Carlos Machado Acabado disse...

DE h´´´´a um tempo para c´´ por tudo issoe tornaram-se decididamente as "minhas flores"...