domingo, 21 de agosto de 2011

Verdes fontes


Cortiçadas de Lavre
Fontes perdidas, águas paradas, costumes esquecidos. E da frescura do cântaro de barro ou das cantigas das lavadeiras, quem guardou memória?

Nenhum comentário: